Uma Idéia, Mochila E Violão. Espaço de Correlação Cultural entre a Bahia e a América do Sul  

Viva o Povo Brasileiro

Romance sobre a construção da sociedade brasileira
Viva o Povo Brasileiro foi escrito pelo baiano João Ubaldo Ribeiro em 1984, final da ditadura. A grande sacada da obra, é mostrar como boa parte da história brasileira foi constuída sobre mentiras, negações de origem, injustiças e corrupção. Mas, ao contrário do que se pode pensar à primeira vista, o livro não fala apenas das desgraças brasileiras. As belezas e riquezas culturais, principalmente as do recôncavo baiano, são mostradas abundantemente no decorrer do texto.
A narrativa é em terceira pessoa, ou seja, há um narrador (imparcial) de fora da história. O que mais me agradou foi a construção temporal do livro. Como abordar três dos cinco séculos da história brasileira de forma linear poderia ser cansativo, o livro é cheio de idas e vindas, de histórias que correm paralelas em períodos diferentes e que se ligam por acontecimentos marcantes e muito bem montados. A primeira cena do livro narra a construção de um falso herói brasileiro. Uma metáfora da produção dos mártires nacionais (não só brasileiros, mas de várias outras nações).
Depois disso, a história passa a abordar a formação dos grandes impérios rurais pós-independência, a repressão física e cultural dos negros escravizados, da idiotização do povo em geral, da usurpação dos bens públicos para formação de riquezas privadas, da esperteza como principal “virtude”  dos homens de negócios brasileiros, da sociedade que cria estratos sociais com as características que os nobres podem ter ou não etc. É interessante, porém, a narrativa do contra-golpe do povo. Da inteligência popular que se organiza para se defender. Esta parte do livro deixa um traço de esperança para uma mudança do quadro social brasileiro encabeçada pelo povo.
Há momento picantes no livro, que hora acontece nas tramas amorosas, mas em outros momentos, se passam nas narrativas de abusos sexuais sofridas pelas mulheres e homens negros.
A cultura afro é estupendamente mostrada no texto. A religiosidade negra, seus rituais e artimanhas para praticar sua fé numa sociedade pré-conceituosa e repressora. Fé esta que os acompanha em momentos de paz, nos de desespero, nos astúcia  e nos de guerra. A narrativa sobre a fé dos negros que guerrearam no Paraguai é genial!!!
Trata-se de um livro extnso e denso, mas de leitura fácil e gostosa, um excelente livro pra ler nas férias.

Veja quanto custa o livro Viva o Povo Brasileiro

Notícias Recentes - Site Imeviolão

↑ Grab this Headline Animator

RSS ImeViolão
Clique aqui, tenha acesso a nosso Feed e fique por dentro das nossas atualizações

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

Mapa do Site     -     Sobre Nós    -     Fale Conosco    
2008 - Todo o Conteúdo do Site e Blog ImeViolão pode ser usado livremente para fins não-comerciais. Para fins comerciais, fale conosco